Homem acusado de matar companheira em Orós é preso em Quixelô dois anos após o crime

No final da tarde desta quinta-feira (27), a equipe de investigações da Delegacia Regional de Polícia Civil de Iguatu cumpriu mandado de prisão preventiva de Geraldo Soares da Silva, 44 anos, acusado de ter assassinado a própria companheira no ano de 2016, em Orós.

No mês de novembro do ano de 2016, na Vila Guassussê, zona rural Orós, Geraldo Soares assassinou a golpes de faca a sua companheira, Maria Silva Oliveira, 30 anos.

O motivo do crime, segundo o delegado de Polícia Civil, Wesley Alves, está relacionado a questões passionais. Desde então, Geraldo estava foragido.

Prisão

Policiais civis tomaram conhecimento de que Geraldo Soares estava residindo na zona rural de Quixelô, no sítio Carrancuda. Os policiais foram até o local e depois de algumas diligências conseguiram localizar e prender o acusado, que foi conduzido para a Delegacia Regional de Iguatu. O infrator será conduzido para a Cadeia Pública de Orós.

Geraldo Soares da Silva irá responder pelo crime de homicídio qualificado (feminicídio), cuja pena varia de 12 a 30 anos de reclusão.

Do Diário do Nordeste