Deputados eleitos apontam expectativas para nova legislatura da AL

Com a proximidade do início da legislatura 2019-2022 do Poder Legislativo cearense, os novos deputados estaduais eleitos esperam que a atuação da Assembleia Legislativa seja marcada, principalmente, pela defesa dos interesses da população do Estado.

Os parlamentares ainda apontam a segurança e a educação como as duas principais áreas que devem ser priorizadas pelos próximos quatro anos. Na manhã desta terça-feira (22/01), a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa recepcionou os parlamentares que irão participar da 30ª Legislatura do Parlamento cearense.

O deputado eleito e ex-vereador Acrísio Sena (PT) considera a experiência na Câmara Municipal de Fortaleza como um fator facilitador para a apresentação de projetos estruturantes e discussão de pautas propositivas na Casa. O parlamentar considera que a alfabetização de jovens e adolescentes merece uma atenção especial.

“Como educador, não posso deixar de ajudar o governador avançar na questão da educação. Os indicadores são promissores, mas nós precisamos avançar ainda mais no tocante a alfabetização. Temos um desafio grande com a juventude, pois meio milhão de jovens não trabalham, nem estudam”, enfatiza.

Para o deputado eleito Vitor Valim (Pros), a Assembleia tem o desafio de defender a população cearense, que segundo ele “enfrenta uma grave crise de segurança”. Vitor Valim também esclarece que guiará suas ações tendo como base os interesses da sociedade. “A defesa da vida vai ser minha bandeira aqui na Assembleia. Seja na vida, na segurança, na saúde ou na educação. Também pautarei meu mandato na defesa das pessoas menos favorecidas e espero que o Poder Legislativo possa atender aos anseios da população”, afirma.

O ex-prefeito de Granja, Romeu Aldigueri (PDT) também é um dos deputados eleitos para a próxima legislatura. Ele espera poder colaborar com a geração de emprego e o desenvolvimento dos municípios mais pobres do Estado. “Venho para contribuir com a desconcentração de emprego e renda dos centros urbanos para a zona rural. É importante que a gente faça com que novos investimentos sejam atraídos para o interior, fazendo com que a população que ali nasceu, edifique suas famílias lá, gerando uma melhor qualidade de vida no interior do Estado”, ressalta.

Deputado mais jovem eleito no País e com o maior número de votos no Estado, André Fernandes (PSL) classifica a defesa da Polícia Militar como um dos focos do mandato. O parlamentar salienta que, para ser cobrado pela população, registrou, durante a campanha, 15 propostas em cartório. André destaca ainda que defenderá uma economia liberal. “A gente vai defender a família, a inocência das crianças, defender uma escola sem partido. Defendo uma economia liberal. Sou conservador, cristão e a gente está aqui para lutar por um estado mínimo”, esclarece.

Um mandato aberto ao diálogo com a população foi defendido pelo  deputado eleito Nelinho (PSDB). O parlamentar frisa que é uma grande responsabilidade assumir uma cadeira na Casa e terá a saúde pública como ponto central. “Nesse mandato vamos priorizar a questão da saúde e projetos sociais, fazendo um trabalho muito forte no interior do Estado. Farei uma oposição bem responsável. A gente vai cobrar aquilo que o Ceará está necessitando, principalmente na saúde, de forma responsável. Sem atacar e mostrando a realidade”, reforça.

Já o deputado eleito Apóstolo Luiz Henrique (Patriotas), pretende continuar no Legislativo o trabalho desenvolvido como pastor evangélico, tendo a defesa da fé cristã como a principal bandeira. “O nosso objetivo é defender a nossa fé, o cristianismo, a família tradicional, a pureza das crianças e lutar pela bandeira dos drogaditos. Nosso intuito é fazer com que o Estado reconheça que um usuário de drogas pode ser ressocializado, inclusive até uma pessoa que tenha cometido algum delito e esteve preso pode ser ressocializada. Vamos apresentar projetos e contar com o apoio dos nossos companheiros”, revela.

Os parlamentares foram recebidos nesta terça-feira, no Plenário 13 de Maio, pelo deputado Zezinho Albuquerque (PDT), e primeiro secretário, deputado Audic Mota (PSB). Na ocasião, os deputados receberam uma série de guias e manuais que detalham as funções e atribuições dos deputados e de todos os departamentos da Assembleia Legislativa.