Designer de carros voadores, agente contra ciberataques e 9 profissões do futuro, segundo estudo

As inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) foram abertas nesta terça-feira (22). Candidatos precisam escolher entre cursos como arquitetura, jornalismo, medicina e engenharia. No futuro, segundo uma pesquisa da empresa de tecnologia Cognizant, o leque de opções incluirá alternativas surpreendentes: designer de carros voadores, agente contra ciberataques e designer de voz, por exemplo.

Abaixo, confira quais poderão ser as profissões mais inovadoras nos próximos anos:

Agente de segurança contra ciberataques

De acordo com a pesquisa, ataques virtuais exigirão que governos e empresas contratem especialistas em desenvolvimento de softwares e em técnicas usadas por hackers. Eles garantirão a proteção de dados sigilosos e prevenirão invasões em redes de computadores ou em perfis de redes sociais.

Conselheiro de reabilitação para cibercriminosos juvenis

Esse profissional seria responsável pelo tratamento de adolescentes que se envolvem em crimes virtuais – com a intenção de aproveitar os conhecimentos deles sobre tecnologia em iniciativas benéficas para a sociedade.

Designer de voz

Sabe aqueles comandos de voz em celulares, carros e tablets? Eles ainda são considerados pouco precisos. Os designers de voz trabalharão para que esses assistentes eletrônicos interajam de forma mais eficaz e útil com os seres humanos. Serão necessários conhecimentos em algoritmos, protocolos linguísticos e ferramentas de diagnóstico.

Comandos por voz deverão ser aprimorados no futuro, diz estudo — Foto: DariuszSankowski/Pixabay

Comandos por voz deverão ser aprimorados no futuro, diz estudo — Foto: DariuszSankowski/Pixabay

Gerente de design de “smarthomes”

No futuro, segundo a pesquisa, os arquitetos, engenheiros e clientes precisarão consultar também um gerente de design que pense no funcionamento tecnológico de uma casa. Eles deverão elaborar a melhor forma de conciliar as experiências modernas com a estética. Nessas “smarthomes”, o ajuste de temperatura do ar condicionado, a iluminação e o controle de TVs, por exemplo, serão automáticos. Bastará entrar em casa para que tudo já esteja preparado.

Arquiteto de águas

Por causa do impacto do aquecimento global nos oceanos e rios, o arquiteto das águas precisará desenvolver projetos de urbanização para as cidades afetadas por enchentes, por exemplo. Esse profissional dominará conhecimentos em hidroengenharia, engenharia civil e design.

Designer de personalidade de robôs

Ok, não é novidade que conviveremos com robôs no futuro. E uma profissão surgirá a partir disso: o designer de personalidade dessas máquinas. A carreira exigirá domínio em sociologia, filosofia e tecnologia para garantir que os robôs sejam companhias agradáveis e de bom humor.

Consultor de fazendas verticais

As fazendas verticais são um segmento da agricultura em que há o cultivo de plantas dentro de edifícios. No futuro, consultores poderão ajudar a pensar em sistemas de plantação nos quais haja uso controlado de água, escolha ideal de local e treinamento de moradores para as operações.

Designer de carros voadores

Segundo a pesquisa da Cognizant, em dez anos, os carros voadores já serão comuns em grandes cidades. E, consequentemente, haverá designers desses veículos – profissionais que dominem engenharia automobilística e aeroespacial.

Inspetor de risco em robôs

O inspetor precisará saber lidar com os riscos de falha dos robôs. Em empresas, cuidará da prevenção do vazamento de dados e garantirá que as máquinas não infrinjam o código de ética do cliente.

Do G1